Dançar faz bem: os benefícios da dança para a mente

Bailarina abraçando cachorro
4 minutos para ler

Não é à toa que a busca pela dança só vem crescendo, seja como distração, terapia ou mesmo como carreira profissional. Além de proporcionar vários benefícios para o corpo físico, essa atividade tem grande efeito na saúde mental! Inclusive, estudos científicos revelam que o ato de dançar favorece não apenas o bem-estar psicológico, como também é indicado para o tratamento de doenças como o Mal de Parkinson — como nos confirma a pesquisa do Instituto de Neurociência de Havard.

Quer saber mais sobre o assunto? Então acompanhe este post e confira confira como dançar faz bem para vários âmbitos da sua vida!

Reduz os níveis de estresse

Dançar faz bem: os benefícios da dança para a mente

Isso mesmo! A dança é uma ótima maneira de aliviar o nervosismo e a ansiedade. Segundo a doutora Ana Escobar, quando uma pessoa se encontra em estado de estresse, o corpo tende a produzir muita adrenalina e cortisol, deixando o coração acelerado e os músculos rígidos.

Já com os movimentos da dança, esses hormônios começam a ser consumidos pelos músculos e pelo ritmo do coração, levando ao relaxamento do corpo e da mente, ao mesmo tempo que estimula a produção da endorfina, dopamina e da serotonina. Agora deu para entender por que a dança é tão prazerosa, não é mesmo?

Melhora o humor e a autoestima

A dança não é só uma atividade física, ela também é interação e expressão. Assim, dançar faz bem para o estado psíquico, ao promover a sociabilização e o estímulo da concentração, já que o foco se volta totalmente para os movimentos, ritmos e interação.

Dessa forma, a dança nos ajuda a desenvolver a concentração e, ao mesmo tempo, estimula a interação com o espaço e pessoas. Por isso, muitas vezes ela também é recomendada para o tratamento da depressão.

Estimula a criatividade

Essa atividade física, além de prazerosa, também nos permite desenvolver uma nova forma de comunicação. Isso porque a dança consiste em um modo de expressão que dispensa palavras e permite a espontaneidade da linguagem transmitida pelos movimentos.

De acordo com o neurologista Tarso Adoni, a dança estimula várias partes do cérebro ao mesmo tempo e a cada novo passo novas sinapses são feitas. Isso favorece tanto o raciocínio, como também a criatividade.

Aperfeiçoa a memória

Decorar passos e sequências é um ótimo exercício de memória que a dança propicia. Mas não para por aí. Devido ao fato de essa atividade estar diretamente ligada ao sistema sensitivo, ou seja, às emoções, a capacidade de memorização é potencializada.

Isso ocorre porque o cérebro tende a armazenar aqueles dados que tiveram maior impacto emocional e a descargar os que tiveram pouca influência. Além disso, as atividades da dança corroboram, e muito, no desenvolvimento da região do hipocampo, região cognitiva responsável pelas funções de aprendizagem, memorização e visão espacial.

Viu só como dançar faz bem para a saúde mental? Essa atividade também proporciona inúmeras outras vantagens para o corpo físico, como a melhora da coordenação motora, reflexo, condicionamento físico entre outros. E você, o que está esperando para começar a se movimentar?

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe-o em suas redes sociais e mostre aos seus amigos como a dança pode ajudá-los a se desenvolverem!

sapatilha-meia-pontaPowered by Rock Convert
sapatilha-de-pontaPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

3 comentários em “Dançar faz bem: os benefícios da dança para a mente

  1. A dança tem inúmeros benefícios à saúde mental e física , além de mostrar inúmeros caminhos das artes cênicas , disciplinar jovens através de oportunidades e informações , construir um futuro melhor . Educar .
    Parabéns pelo blog !

  2. Sou testemunha que a dança realmente faz tudo isso,amo dança…minha professora Sônia
    Medina nós leva a desfrutar de muita alegria e prazer em dança.

  3. Quero aprender a dançar por hobby, para me sentir melhor e fazer mais uma atividade física além de malhar, sem falar que nas festas entre amigos quero me soltar melhor para curtir. Tenho 29 anos. É tarde para aprender a dançar? Vou entrar na aula de dança em fevereiro.

Deixe uma resposta

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

-