O que é preciso saber ao ser mãe de bailarina?

ser mãe de bailarina
4 minutos para ler

Mães de bailarinas e bailarinos passam por alguns desafios e, sem dúvidas, muito aprendizado ao longo dessa “jornada dançante” dos seus filhos. Quando a dança preenche o tempo da família algumas coisas mudam, e é preciso descobrir como lidar bem com elas.

Então, o que é preciso saber ao ser mãe de bailarina? Se esse é o seu caso e você quer entender como se organizar melhor, continue a leitura desse post que explicaremos direitinho!

A vida da sua família gira em torno da dança

Quando os filhos se dedicam à dança, a rotina da família realmente muda. Além de organizar os horários para levar as bailarinas às suas aulas, podem aparecer ensaios extras, viagens para festivais e competições e dias inteiros no teatro antes de espetáculo.

Para que tudo isso dê certo, a vida da família realmente acaba girando em torno da dança! Pai, mãe, avós, irmãos: todo mundo acaba participando e ajudando um pouquinho.

Novas habilidades são aprendidas

Você já deve ter ouvido falar que a mãe de bailarina também é maquiadora, massagista e fotógrafa, certo? E, em muitos casos, isso é a pura verdade! Na correria das apresentações, as mamães das bailarinas precisam adquirir novas habilidades para ajudar suas filhas, especialmente as crianças.

Aprender a maquiar é a principal delas. Uma boa bailarina não entra no palco sem uma maquiagem bem-feita. É aí onde entra a nova habilidade da mãe.

Depois de muitas aulas e ensaios, as dores no corpo podem despontar, e para que as bailarinas continuem na ativa nos dias seguintes, entra em ação a mãe-massagista! Vale a pena informar-se um pouco sobre dores musculares e maneiras de promover o relaxamento em algumas partes do corpo.

Além disso, toda mãe de bailarina que se preze é a rainha dos registros das filhas no palco. Há quem realmente se dedique ao ramo da fotografia para garantir os melhores cliques nas apresentações, competições e espetáculos!

O investimento nas roupas e acessórios é uma realidade

Quem se dedica à dança necessita de uma série de materiais para as aulas e, claro, para as apresentações. São as roupas de ballet, como collant, meia-calça, saia, as sapatilhas, os adereços de cabelo, figurinos, entre outros. Ser mãe de bailarina também significa separar recursos dentro do orçamento para adquirir e substituir essas peças de vestuário.

É importante se organizar para que a empolgação não acabe se tornando um descontrole e os gastos extrapolem as suas condições financeiras. Os figurinos para as apresentações costumam ser os mais caros e, por isso, é importante se organizar bem, economizando um pouco para não passar aperto durante essa época!

Ser mãe de bailarina é também ser uma fonte de apoio e motivação

ser mãe de bailarina

Por último, mas não menos importante, ser mãe de bailarina também consiste em se dispor como uma constante fonte de apoio e motivação nas horas mais difíceis e desafiadoras. Viver de dança realmente não é fácil, mas carece de muita dedicação e disciplina. Se essa foi a escolha da sua filha, com certeza ela precisará de muito apoio.

Essa ajuda vai além da parte financeiro. A rotina de aulas e ensaios é dura, e alguns dias podem ser mais complicados que outros. A rejeição em audições também pode ser um problema e, se for uma constante, pode fazer com que a bailarina tenha vontade de desistir. Nesse momento, o apoio e a motivação da família são essenciais, seja por meio de um abraço ou daquela palavra de conforto.

Demostrar que se orgulha da jornada da bailarina e que a admira bastante é muito importante em todas as idades. Ser mãe de bailarina é tudo isso, e você verá que vale muito a pena!

Gostou das dicas? Quer compartilhar alguma dúvida ou opinião? Deixe aqui o seu comentário.

sapatilha-de-pontaPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

2 comentários em “O que é preciso saber ao ser mãe de bailarina?

  1. Faltou dizer que a mãe tem que aprender a fazer coques perfeitos e fazê- Los por muitos anos até que a bailarina seja mais adulta para fazer sozinha, tem que descobrir lojas com roupas e sapatilhas mais em conta e não pode faltar em nenhuma apresentação

  2. Adorei ler! Encaixa perfeitamente na minha (nossa) experiência!
    Para além de uma bailarina, também tenho uma clarinetista, logo são todas essas “coisas” em dobro! 😉😊
    Mas com todo o prazer!

Deixe uma resposta

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

-